Pular para o conteúdo

Músicas para Memória dos Doutores da Igreja

Músicas para Memória dos Doutores da Igreja

Músicas para Memória dos doutores da igreja

 

Para o CANTO  de ENTRADA temos essa opção:

 

Tu és, Senhor, a verdade

Abre Senhor nossos lábios

 

 

Cassimiro Nogueira

Abre Senhor nossos ​lábios Pra que nossa boca te cante Eternamente os teus louvores Em tons e acordes vibran---tes. 1. Tu és Senhor o caminho  Que os nossos passos conduz Queremos que a tua Pala-a-vra Nas trevas pra nós seja Luz. 2. Tu es Senhor a verdade Em que professamos a crença Queremos que a Tua Palavra Do Teu grande amor nos convença. 3. Tu és Senhor plena vida a qual nós devemos viver Queremos que a Tua Palavra Em nós possa permanecer.


Para o ATO PENITENCIAL: 

seguir o tropo próprio do tempo litúrgico ou da celebração



Para o GLÓRIA:  

Não se canta ou reza o Glória nas memórias



SALMO:

de acordo com a liturgia do dia



ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO:

de acordo com a liturgia do dia



OFERENDAS:

próprio do tempo litúrgico ou da celebração



 

CANTO DE COMUNHÃO:

de acordo com o Evangelho do dia, se não for possível, um canto que se refira a virtude do Santo do Dia.

 


 

Aquele que faz, aquele que ensina

Comunhão

 

Letra: Jocy Rodrigues (refrão);

Liturgia das Horas (estrofes)

Música: Joaquim Fonseca de Souza

Aquele que faz, aquele que ensi-na os teus mandamentos, tua lei, ó Senhor , no Reino do céu bem visto será-a-á, no Reino do céu será o maior! 1. Vamos juntos dar glória ao Senhor e a seu nome fazer louvação. Procurei o Senhor, me atendeu, me livrou de uma grande aflição. 2. Olhem todos pra ele e se alegrem, todo tempo sua boca sorria! Este pobre gritou e ele ouviu, fiquei livre de minha agonia. 3. Acampou na batalha seu anjo, defendendo seu povo e o livrando. Provem todos, pra ver como é bom o Senhor que nos vai abrigando. 4. Santos todos, adorem o Senhor, aos que o amam, nenhum mal assalta. Quem é rico, empobrece e tem fome, mas, a quem busca a Deus, nada falta. 5. Ó meus filhos, escutem o que eu digo, pra aprender o temor do Senhor. Qual o homem que ama sua vida, e a seus dias quer dar mais valor? 6. Tua língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir. Ama o bem e detesta a maldade, vem a paz procurar e seguir! 7. Sobre o justo o Senhor olha sempre, seu ouvido se põe a escutar. Que teus olhos se afastem dos maus, pois, ninguém deles vai se lembrar. 8. Deus ouviu, quando os justos chamaram e livrou-os de sua aflição. Está perto de quem se arrepende, ao pequeno ele dá salvação. 9. Para o justo há momentos amargos, mas vem Deus pra lhe dar proteção. Ele guarda com amor os seus ossos, nenhum deles terá perdição. 10. A malícia do ímpio o liquida, quem persegue o inocente é arrasado. O Senhor a seus servos liberta, quem o abraça, não é castigado


Senhor, nós queremos ser luz

Comunhão

 

Letra: Jocy Rodrigues (refrão);

Liturgia das Horas (estrofes)

Música: Joaquim Fonseca de Souza

Senhor, nós queremos ser luz para o mundo, que vive nas trevas, andando no escuro . Queremos ser sal, levando pra todos o gosto da vida, num mundo tão duro! 1. Vamos juntos dar glória ao Senhor e a seu nome fazer louvação. Procurei o Senhor, me atendeu, me livrou de uma grande aflição. 2. Olhem todos pra ele e se alegrem, todo tempo sua boca sorria! Este pobre gritou e ele ouviu, fiquei livre de minha agonia. 3. Acampou na batalha seu anjo,  defendendo seu povo e o livrando.  Provem todos, pra ver como é bom o Senhor que nos vai abrigando. 4. Santos todos, adorem o Senhor,  aos que o amam, nenhum mal assalta.  Quem é rico, empobrece e tem fome,  mas, a quem busca a Deus, nada falta. 5. Ó meus filhos, escutem o que eu digo,  pra aprender o temor do Senhor. Qual o homem que ama sua vida, e a seus dias quer dar mais valor? 6. Tua língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir. Ama o bem e detesta a maldade,  vem a paz procurar e seguir! 7. Sobre o justo o Senhor olha sempre,  seu ouvido se põe a escutar. Que teus olhos se afastem dos maus, pois, ninguém deles vai se lembrar. 8. Deus ouviu, quando os justos chamaram e livrou-os de sua aflição. Está perto de quem se arrepende, ao pequeno ele dá salvação. 9. Para o justo há momentos amargos, mas vem Deus pra lhe dar proteção. Ele guarda com amor os seus ossos, nenhum deles terá perdição. 10. A malícia do ímpio o liquida, quem persegue o inocente é arrasado. O Senhor a seus servos liberta, quem o abraça, não é castigado


Senhor, és a pedra, lajedo seguro

 

Letra: Jocy Rodrigues (refrão);

Liturgia das Horas (estrofes)

Música: Joaquim Fonseca de Souza

Senhor, és a pedra, lajedo seguro, em que minha casa eu quero firmar. Que o teu alimento nos dê mais firme-eza, pra sempre a vontade do Pai praticar. 1. Vamos juntos dar glória ao Senhor e a seu nome fazer louvação. Procurei o Senhor, me atendeu, me livrou de uma grande aflição. 2. Olhem todos pra ele e se alegrem, todo tempo sua boca sorria! Este pobre gritou e ele ouviu, fiquei livre de minha agonia. 3. Acampou na batalha seu anjo,  defendendo seu povo e o livrando.  Provem todos, pra ver como é bom o Senhor que nos vai abrigando. 4. Santos todos, adorem o Senhor,  aos que o amam, nenhum mal assalta.  Quem é rico, empobrece e tem fome,  mas, a quem busca a Deus, nada falta. 5. Ó meus filhos, escutem o que eu digo,  pra aprender o temor do Senhor. Qual o homem que ama sua vida, e a seus dias quer dar mais valor? 6. Tua língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir. Ama o bem e detesta a maldade,  vem a paz procurar e seguir! 7. Sobre o justo o Senhor olha sempre,  seu ouvido se põe a escutar. Que teus olhos se afastem dos maus, pois, ninguém deles vai se lembrar. 8. Deus ouviu, quando os justos chamaram e livrou-os de sua aflição. Está perto de quem se arrepende, ao pequeno ele dá salvação. 9. Para o justo há momentos amargos, mas vem Deus pra lhe dar proteção. Ele guarda com amor os seus ossos, nenhum deles terá perdição. 10. A malícia do ímpio o liquida, quem persegue o inocente é arrasado. O Senhor a seus servos liberta, quem o abraça, não é castigado


Quando os tempos chegarem ao fim

 

Letra: Jocy Rodrigues (refrão)

Reginaldo Veloso (estrofes)

Música: Ir. Míria T. Kolling

Quando os tempos chegarem ao fim, enviados, os anjos virão separar os que mal procederam dos que bons declarados serão! Separar os que mal procederam dos que bons declarados serão! 1. Feliz quem anda com a verdade,  na lei de Deus, com integridade! Feliz quem guarda seu mandamento no coração, no pensamento! 2. Ah! Quem me dera, que, em meu andar, teus mandamentos possa eu guardar! Se os mandamentos obedecer, não vai o mal acontecer! 3. Quando tuas leis eu aprender, vou te louvar e agradecer! Eu vou guardar teu mandamento, mas, não me deixes no esquecimento. 4. Os que as maldades sabem evitar, a estrada certa vão encontrar! Senhor, tu deste os teus mandados, para que sejam sempre guardados!