Pular para o conteúdo

O que é o Ato Penitencial na Missa?

O que é o Ato Penitencial na Missa?

image_pdfPDF (somente letra)

Saiba tudo sobre o Ato Penitencial

O que é o Ato Penitencial na Missa? Uma pergunta comum e que gera ainda gera dúvida, então vamos aprender mais sobre esse rito na missa. O Ato Penitencial tem a função de preparar a assembleia para ouvir a palavra de Deus e em seguida, o sacerdote convida ao ato penitencial, o qual, após uma breve pausa de silêncio, é feito por toda a comunidade com uma fórmula de confissão geral e termina com a absolvição pelo sacerdote; essa absolvição, porém, carece da eficácia do sacramento da penitência.
Ao domingo, principalmente no tempo pascal, em vez do costumado ato penitencial, pode-se fazer, por vezes, a bênção e a aspersão da água em memória do batismo.

 

Depois do ato penitencial, diz-se sempre o Senhor, tende piedade de nós (Kýrie, eléison), a não ser que já tenha sido incluído no ato penitencial. Dado tratar-se de um canto em que os fiéis aclamam o Senhor e imploram a sua misericórdia, é normalmente executado por todos, em forma alternada entre o povo e a schola ou um cantor.

 

Cada uma das aclamações diz-se normalmente duas vezes, o que não exclui, porém, um maior número, de acordo com a índole de cada língua, da arte musical ou das circunstâncias.

Todos devemos reconhecer-nos pecadores e necessitados da misericórdia divina para bem participarmos do sacrifício de Cristo. Faz-se um breve instante de silêncio a fim de que cada um examine a sua consciência. Logo em seguida, se entoa um canto penitencial ou se reza uma fórmula do próprio missal, pedindo o perdão desejado. O Ato Penitencial perdoa os pecados leves; já os pecados graves, só o Sacramento da Penitência ou Confissão pode perdoar.

 

A fórmula “Senhor, tende piedade de nós… Cristo, tende piedade de nós…” vem do grego, língua usada na Liturgia até o século IV mais ou menos, que dizia: “Kyrie eleison, Christe eleison…”. A fórmula assim proferida por três vezes não se dirige à Santíssima Trindade, mas apenas a Cristo, o Senhor (Kyrios) ressuscitado (cf. Fl 2,11; Jo 21,7), sendo Ele o único invocado no Ato Penitencial.

 

Quais as Fórmulas de Ato Penitencial no Rito da Missa?

 

1ª Fórmula

 

PE:
Irmãos, reconheçamos as nossas culpas para celebrar dignamente os Santos Mistérios.
(momento de silêncio) Confessemos os nossos pecados…
Ou:
PE: O Senhor Jesus que nos convida a mesa da palavra e da Eucaristia, nos chama também à conversão. (momento de silêncio)  Confessemos os nossos pecados…
Ou:
PE: O Senhor disse: “Quem dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra”. Reconheçamo-nos todos pecadores e perdoemo-nos mutuamente do fundo do coração. (momento de silêncio) Confessemos os nossos pecados…Ou:
PE: No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai. (momento de silêncio) Confessemos os nossos pecados…Ou:
PE: De coração contrito e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que tenha piedade de nós, pecadores. (momento de silêncio) Confessemos os nossos pecados…Ou:
PE: No início desta celebração eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. (momento de silêncio) Confessemos os nossos pecados…Todos: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. (bate-se no peito por 3x) E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor.

O que preside a celebração, estende as mãos sobre a assembleia afim de absolvê-los, enquanto reza a jaculatória.


PE: Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
T: Amém!

PE: Senhor, tende piedade de nós.
T: Senhor, tende piedade de nós.


PE: Cristo, tende piedade de nós.
T: Cristo, tende piedade de nós.

PE: Senhor, tende piedade de nós.
T: Senhor, tende piedade de nós.

2ª Fórmula

PE: No inicio desta Celebração Eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. (momento de silêncio)

PE: Tende compaixão de nós, Senhor.
T: Porque somos pecadores.


PE: Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia.
T: E dai-nos a vossa salvação.

PE: Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
T: Amém!

 


3ª Fórmula

(Para missas com aspersão de água benta)

Nos domingos, solenidades, e principalmente no Tempo Pascal, recomenda-se vivamente que o ato penitencial se faça sob forma de aspersão, relembrando aos fiéis a purificação do seu batismo. Nesse caso, omite-se o Kýrie. Para aspersão, usem-se as antífonas propostas.
 

Oremos, irmãos caríssimos, a Deus nosso Senhor, suplicando-Lhe que Se digne abençoar esta água, que vai ser aspergida sobre nós para memória do nosso Batismo, e nos renove interiormente, a fim de permanecermos fiéis ao Espírito que recebemos.

Depois de breve oração em silêncio, o sacerdote diz, de mãos erguidas:

Deus eterno e onipotente, escutai benignamente as orações do vosso povo. Ao celebrarmos a obra admirável da nossa criação e a maravilha ainda maior da nossa redenção, dignai-vos abençoar + esta água. Vós a criastes para dar fecundidade à terra, a frescura e a pureza aos nossos corpos. Vós a fizestes instrumento de misericórdia, libertando da escravidão o vosso povo e matando a sua sede no deserto. Por meio dos profetas, Vós a proclamastes sinal da nova aliança que quisestes estabelecer com os homens. Finalmente, nas águas do Jordão, santificadas por Cristo, inaugurastes o sacramento da regeneração espiritual, que renova a nossa natureza humana, libertando-a da corrupção do pecado. Esta água, Senhor, nos faça reviver o Batismo que recebemos e nos leve a participar na alegria dos nossos irmãos batizados na Páscoa de Cristo Nosso Senhor. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
T: Amém.

O presidente asperge o povo, e, enquanto isso, canta-se um canto de aspersão apropriado.

PE: Deus onipotente nos purifique do pecado e, pela Celebração da Eucaristia, nos torne dignos de participar na mesa do seu reino.
T: Amém.

 

Ou faça-se a fórmula comum:
Pres: Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.
Ass: Senhor, tende piedade de nós.
Pres: Cristo, que viestes chamar os pecadores, tende piedade de nós.
Ass: Cristo, tende piedade de nós.
Pres: Senhor, que intercedeis por nós junto do Pai, tende piedade de nós.
Ass: Senhor, tende piedade de nós.
Segue-se a absolvição:
Pres: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
Ass: Amém.

Se precisa de Melodias de Ato Penitencial Clique aqui